Quem Somos


A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) tem a missão de promover o aumento sustentável da produção mundial de carne e leite, através do registro genealógico, melhoramento genético e promoção das raças zebuínas. Atua ao longo de toda a cadeia produtiva, desde a pecuária seletiva até a comercial, desenvolvendo junto aos produtores rurais um trabalho de orientação sobre pastagens, crédito financeiro, fomento, extensão rural e mercado consumidor para assegurar a evolução da pecuária nacional. Com mais de 20 mil associados, trabalha desde 1934 na defesa dos direitos dos produtores rurais. Conta com uma rede de mais de 20 escritórios regionais em todo o Brasil, onde atuam técnicos altamente capacitados, que realizam aproximadamente 13 mil visitas aos associados a cada ano. Os processos e tecnologias empregados asseguram serviços cada vez mais rápidos e seguros, permitindo uma administração profissional e transparente, focada em resultados. O sistema de gestão da ABCZ é reconhecido com duas certificações internacionais de qualidade: ISO 9001 (qualidade da gestão) e ISO 14001 (qualidade ambiental).


Diretoria da ABCZ





CONSELHO FISCAL

Membros Efetivos: André Gonçalves Ferreira, Arnaldo de Campos, Eduardo Nogueira Borges, Eduardo Rodrigues da Cunha e Geraldo Ferreira Porto.
Membros Suplentes: Luiz Carlos Borges Ribeiro, Oscar José Caetano de Castro, Paulo Roberto Andrade Cunha, Rodrigo Abdanur Carvalho e Romeu Borges de Araújo Júnior.

 

CONSELHO CONSULTIVO

Acre: Fernando Alves Zamora, Francisco de Salles Ribeiro do Valle Filho e Valmir Gomes Ribeiro.


Alagoas: Carlos Roberto Magalhães de Moraes, Everaldo Pinheiro Tenório e Luiz Jatobá Filho.


Bahia: Cláudia Maria Lemgruber Silva Tavares, Miguel Pinto de Santana Filho e Paulo Roberto Gomes Mesquita.


Ceará: Fábio Pinheiro Cardoso, Francisco Feitosa de Albuquerque Lima e Francisco Magno Neto.


Distrito Federal: Arnaldo Morales Brito Júnior, José Eustáquio Elias e Ronaldo Alves de Souza.


Espírito Santo: Carlos Fernando Fontenelle Dumans, Eraldo Missagia Serrão e Paulo Cezar Gallo.


Goiás: Clarismino Luiz Pereira Júnior, Otoni Ernando Verdi Filho e Silvestre Coelho Filho. 


Maranhão: Antônio José Dourado de Oliveira, Naum Roberto Ryfer e Ruy Dias de Souza.


Mato Grosso: Francisco Olavo Pugliesi Castro, Jorge Antônio Pires de Miranda e Olimpio Risso de Brito.


Mato Grosso do Sul: Antônio Celso Chaves Gaiotto, Francisco José Albuquerque Costa e Marcos de Rezende Andrade.

Minas Gerais: Evandro do Carmo Guimarães, Ricardo Antônio Vicintin e Udelson Nunes Franco.

Pará: Adelino Junqueira Franco Neto, Carlos Alberto Mafra Terra e Ruy Fernandes Leão.

Paraíba: Alexandre Brasil Dantas, Fabiano Churchil Nepomuceno Cesar e Paulo Roberto de Miranda Leite.

Paraná: Raphael Zoller, Roberto Bavaresco e Theodoro Busso Beck.

Pernambuco: Carlos Henrique Mendonça Pereira, Giulliano Nobrega Malta e José Carlos Neves Lobo Silva.

Piauí: Agenor Veloso Neto Igreja, João Madison Nogueira e João Sebastião Alves Neto.

Rio de Janeiro: Felipe Carneiro Monteiro Picciani, Luiz Adilson Bon e Marcos Henrique Pereira Alves.

Rio Grande do Norte: José Gilmar Carvalho Lopes, José Teixeira de Souza Júnior e Kleber de Carvalho Bezerra.

Rio Grande do Sul: Clarissa Rohde Lopes Peixoto, Hildo José Traesel e Valdir Ferreira Rodrigues.


Rondônia: Alexandre Martendal, José Macedo da Silva e Josué Luiz Giacometti. 

São Paulo: João Aguiar Alvarez, José Antônio Furtado e José Luiz Junqueira Barros. 

Sergipe: Gustavo Rezende de Menezes, Walter Garcez de Carvalho e Wilson Correa Souza.

Tocantins: Andrea Noleto de Souza Stival, Edvaldo Araújo Ferreira e José Manoel Junqueira de Souza.

redes sociais oficiais:

  compartilhar este conteúdo